Aquicultura para todos

Startup de tecnologia azul de Bangladesh recebe investimento de seis dígitos

Sustentabilidade Tecnologia e equipamentos Startups +5 mais

A Seaqua, uma startup que está digitalizando o setor de pesca e aquicultura de Bangladesh, conseguiu levantar um investimento estrangeiro direto (IED) de seis dígitos de investidores do Oriente Médio.

Amirul Mostafa Arefeen (à esquerda), fundador da Seaqua, aspira a capacitar um milhão de meios de subsistência no setor de pesca e aquicultura até 2026

Com a injeção de capital novo, a Seaqua pretende fortalecer sua equipe e suas operações, consolidando sua posição como líder na revolução da tecnologia azul © Seaqua

Esse influxo de capital representa um marco significativo para a Seaqua, impulsionando-a a expandir sua equipe e suas operações para revolucionar o setor de alimentos azuis.

Apaixonado pela pesca e aquicultura inteligentes em termos de clima, o empresário Amirul Mostafa Arefeen fundou a Seaqua para transformar o cenário global de alimentos azuis. Agora, com esse investimento estratégico, a startup está pronta para levar adiante sua missão, não apenas impactando o mercado local, mas também visando a uma escala internacional mais ampla.

A Seaqua surgiu como um divisor de águas, abordando estrategicamente os desafios enfrentados pelo setor de pesca e aquicultura com soluções inovadoras.

Ao eliminar as ineficiências tradicionais da cadeia de suprimentos, implementar tecnologia de ponta e promover a transparência, a Seaqua está capacitando os produtores de pesca e aquicultura a acessar os mercados diretamente e garantir preços justos para seus produtos.

Com a injeção de capital novo, a Seaqua pretende fortalecer sua equipe e suas operações, reforçando sua posição como líder na revolução da tecnologia azul.

Expressando sua visão em um comunicado à imprensa, Arefeen disse: "Tendo crescido em meio às abundantes águas de Bangladesh, testemunhei o potencial de nossos recursos alimentares azuis para nutrir comunidades e sustentar meios de subsistência. A missão da Seaqua é aproximar os mercados locais e globais da pesca e da aquicultura, impactando-os ambiental e economicamente."

Até 2026, a Seaqua pretende capacitar um milhão de meios de subsistência no setor de pesca e aquicultura, criando uma cadeia de valor de alimentos azuis completa que seja transparente e rastreável globalmente.

A recente injeção de um IED de seis dígitos de investidores sediados no Oriente Médio posiciona a Seaqua para concretizar essa visão ambiciosa, marcando um momento crucial na jornada da startup rumo à segurança e sustentabilidade alimentar global.

Create an account now to keep reading

It'll only take a second and we'll take you right back to what you were reading. The best part? It's free.

Already have an account? Sign in here